sábado, 1 de janeiro de 2011

generosidade



Sua infância tem sido bem diferente da minha, meu bem. Especialmente quando falamos das oportunidades que um pouco mais de dinheiro geram. Nunca tive a metade da metade dos brinquedos que você possui. Por isso, quando te vejo ganhando mais e mais, fico meio paranoica, com medo de que você não valorize e ache tudo muito fácil. Isso bate com mais intensidade em épocas como o Dia das Crianças, o seu aniversário e o Natal - eventos que ocorrem num período curto de três meses seguidos.

De repente, entre as bonecas, você já contabiliza 12 Barbies e três daquelas que falam, choram, comem papinha e fazem xixi de verdade. Um dia desses, eu te falei que nem todas as crianças vivem da mesma forma, e o quanto é importante valorizar o que se tem. Não desejo, amor, que você seja daquelas pessoas que sempre têm tudo e vivem insatisfeitas. No meio dessa nossa conversa, dei a mim mesma como exemplo.

- Meu bem, quando eu tinha a sua idade, tudo o que a mamãe queria era uma boneca carequinha, que não falava, não comia e não fazia xixi, mas era linda. E e nunca tive porque custava muito dinheiro pro bolso do vovô e da vovó. Veja bem, você já tem as melhores bonecas. Não precisa ter mais e mais e mais.

A sua resposta, verdadeira e comovente:

- Mas, mamãe, não se preocupe. Que tal se a gente pegar as moedas do meu porquinho pra comprar a sua bebê?

9 comentários:

  1. Voltei ao passado e fiquei nostálgica pois realmente Vivi vc não teve sua boneca e eu sofria muito naquela época por não ter condições dedar o que vcs mereciam ,mas DEUS me dava forças para criá-los. Helena é sua luz assim como vc é a minha.

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente quero parabenizá-la pelo blog, está lindo!!!
    Ainda estou passeando por ele hehehe
    Realmente o mundo do consumo mudou e infelizmente (ou felizmente) chegou ao universo infantil.
    O que antes era somente para pessoas com melhores condições de vida, hoje pode ser para todos. Digo todos mesmo, no mundo de inúmeros cartões de crédito e carnês, todos podem comprar, mas pagar é outra história hehe.
    O lado ruim disso é que muitos pais acreditam que ao comprar, por exemplo, todos os lançamentos de video game do ano p/ os filhos, estarão fazendo o melhor para eles.
    O mercado e o consumo não vão parar, a tendência é ficarem cada vez pesados, com inúmeros lançamentos, propagandas, etc. inclusive ao universo infantil.
    Não vejo mal em presentear os filhos se os pais tiverem condições, o mal é não consciêntizá-los, tanto os pais como os filhos. Presente não é amor, pode ser a demonstração dele.
    Todos os pais deveriam ler esse pequeno post e a resposta verdadeira e comovente.
    Não conheço você, a sua mamãe e a sua filhinha, mas posso imaginar, por meio dessas palavras, um lar repleto de amor e união.
    Parabéns!!!!
    Feliz ano novo com muita saúde pra aproveitar da melhor maneira possível esses momentos mágicos!Pois amor, paz e união não irão faltar p/ vocês.
    Um grande beijo,
    Kelly

    ResponderExcluir
  3. Vivi,

    Fiquei com os olhos cheios d'água. Primeiro pela bondade de Heleninha. E este texto me lembrou a compreensão dos meu filhos. A bondade deles era entender o que nós não podíamos dar pra eles. Se conformafam com tudo. E eu que que também entendia quanto não podia ter alguma coisa. Não se preocupe, Heleninha vai entender se um dia não poder ter e vai valorizar o que tem. Porque é criada com muito amor e diálogo. As crianças não se importam se são ricas ou pobres o que elas mas desejam é amor. Com amor suportam tudo. Beijos,Constança

    ResponderExcluir
  4. Kelly e Constacinha, obrigada pelo carinho e, especialmente, por palavras tão sábias. Bjs nas duas.

    Mãe, você sempre soube o tamanho que ocupa em meu coração. I love you.

    ResponderExcluir
  5. É amiga, este é a herança que gostaríamos de deixar para nossas filhas, os valores que estarão sempre presentes em suas vidas, realmente comove o amor e a sinceridade que existe na relação de vocês, nos sentimos felizes por participarem das nossas vidas, estamos com saudades. Carla, Marcelo, Mamá e Lara.

    ResponderExcluir
  6. Você é muito especial filha, principalmente pela forma linda como sempre ouvi o que os seus pais tem a dizer sobre as coisas da vida.

    Te amo!

    ResponderExcluir
  7. Vi,
    que lindo o post, o blog, você, Helena, o amor de você e Edu por ela e um pelo outro. O que Helena vai levar pra vida toda - daqui pra sempre - é o amor e a educação que vocês dão a ela. Porque as bonecas ficarão pelo meio do caminho, amiga. Você que não teve sua bebê é essa mulher incrível, tem melhor exemplo do que este?

    Mas, fala, como você respondeu à proposta de Helena? Explicou que agora não precisa usar as moedinhas dela pra comprar bebê nenhum porque Deus te deu a menina mais linda e esperta do pedaço?

    Beijos no coração, cheíssimos de orgulho!

    Duda

    ResponderExcluir
  8. Dudinha, sua linda, só tu mesmo. É o meu coração que está cheíssimo de orgulho por esta visita sua tão, tão esperada. Te amo, viu?

    ResponderExcluir
  9. A resposta da pequenina é a certeza que vocês ensinam pra ela valores e humildade Maninha!!
    Ela já nasceu com luz própria e traz pra nossas vidas os melhores ensinamentos!
    Me orgulho em poder encher o peito e falar que ela é minha sobrinha amada e em repetir sempre que VOCÊ É A MÃMÃE QUE GOSTARIA DE SER UM DIA!!
    Te amo por tudo que você é e por tudo que representa pra mim!
    Com amor,
    Lara (Titia Lalau)

    ResponderExcluir