segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Josué


Hoje de manhã, encontrei o moço que limpa os vidros do restaurante do hotel onde estou hospedada aqui em Maceió, filha - o mesmo onde você esteve no primeiro turno da campanha pra governador. Cumprimentei, dei um sorriso e ele retribuiu. Em seguida, perguntou sobre você. Expliquei que a sua chegada estava marcada para a próxima semana, e ele revelou:

- A sua menina é especial, senhora. Eu comentei com a minha esposa. A sua filha é humilde. Cuide bem dela. Sempre.  

Minha linda, ele falou aquilo com uma verdade tão grande que me emocionou na mesma hora. Agradeci, apertando a sua mão, mas a vontade era de abraçá-lo fortemente e me debulhar em lágrimas.

Todos os dias, no café da manhã, quando você chegava ao restaurante, lá estava ele do lado de fora limpando os vidros das janelas. Então você imitava, com um sorriso no rosto, todos os gestos dele. Limpa de cima pra baixo com aquele rodinho e joga a água da espuminha longe. 1,2,3, pá! 1,2,3, pá!

Então eu te falei:

- Vai lá, filha, pergunta o nome dele.

Josué. Naquele dia, ele te ensinou a limpar os vidros de uma janela. Entregou na tua mão o rodinho, deixou que você o mergulhasse na água e limpasse um janelão inteiro. Foi lindo de ver. Você achou o máximo - e ele também, e eu também.

Depois disso, todas as manhãs, na hora do café da manhã, você corria em sua direção e dizia, com toda a sua alegria:

- Bom dia, Josué!

Certa vez, não o encontramos por lá. E você saiu perguntando por ele a quem quer que passasse na sua frente. Ele estava de folga, disse a camareira.

Talvez nenhum outro hóspede tenha perguntado o nome dele, ou feito questão de dar bom dia todos os dias, ou se interessado pelo seu trabalho. Então, você deu a aquele homem um presente. E ganhou outro muito valioso também: as boas vibrações, os bons pensamentos.

Meu dia hoje começou com as palavras do Josué. Que me acompanham até agora.

5 comentários:

  1. Vi,

    Apesar da distância, pude visualizar toda a cena que você descreveu e também me emocionei, fiquei com os olhos cheios de lágrimas. Valorizar o outro e o seu trabalho são valores belos e necessários na educação de todas as crianças, deveriam ser incutidos nelas desde sempre, para que amanhã possamos ter um mundo melhor e mais solidário.

    Beijos,
    Camila

    ResponderExcluir
  2. muito massa. muito massa meeeeeeeeeeeeeeeesmo!

    ResponderExcluir
  3. Meninas,

    Dizem que uma das nossas missões enquanto pais é ensinar aos filhos. Mas são eles grandes professores nossos também. Aprendo com Helena todos os dias. Beijo nas duas, viu? :)

    ResponderExcluir
  4. Impossível não se emocionar, principalmente quem possui sensibilidade a flor da pele. Olhos cheios d´água, garganta seca ... foi o que aconteceu comigo lendo essa postagem. Se bem que tenho vários sentimentos sempre que leio o que você escreve amiga. Alguns muito parecidos com o que eu já vivi. Assim como você, também recebi de DEUS um grande presente ... meu filho João ... que também já me disseram ser MUITO ESPECIAL!

    Bjs pra vocês!!!

    ResponderExcluir
  5. CONHECI JOSUÉ E ELE ME FEZ LINDOS COMENTÁRIOS SOBRE MINHA LÊ!ELA É MUITO CARINHOSA E AMA UMA CONVERSA. SERÁ QUE TEVE A QUEM SAIR?????

    ResponderExcluir