quinta-feira, 23 de setembro de 2010

amor de tia

Como definir uma cena dessas?

Pois é. Hoje em dia as crianças são mais inteligentes mesmo. Já nascem de olhos abertos (deve ser por causa da enorme luz em cima da mesa de cirurgia, mas tudo bem), seguram a cabeça mais rápido, engatinham e andam com uma ligeireza sem par. Parece que os picos de desenvovimento estão mais próximos uns dos outros, e, quando estamos nos acostumando a mais uma pequena novidade, vem outra maior e melhor, que nos deixam ainda mais extasiados em acompanhar o crescimento e a aprendizagem dos nossos queridos.

Percebo, inclusive, que essa característica das crianças de hoje gera até mesmo preocupações desnecessárias nos pais, que passam a não aceitar um desenvolvimento apenas "normal" de seus bebês. Coisas da modernidade. Eu mesma fiquei preocupadíssima com o fato de Joãozinho não estar andando até 01 ano e 2 meses, porexemplo. Mas, meus Deus, era somente 01 ano e 2 meses!!! Quanta bobagem, hehehehe...

Entretanto, uma coisa é fato. Mesmo percebendo essa aceleração no desenvolvimento das crianças em geral, eu desconheço criança mais INTELIGENTE do que a linda Heleninha, prima única de João Vinicius. Coloco a palavra inteligente em caixa alta para destacar o sentido literal da palavra. Ela não é inteligente porque andou primeiro, ou engatinhou primeiro, ou falou mamãe, ou papai. Ela é assim definida porque, desde sempre, demonstrou uma capacidade incrível de perceber o mundo, de interagir com o outro e, sobretudo, de se comunicar.

Engraçado, não me lembro do tempo em que Helena, por exemplo, não falava. Com muitos poucos meses, ela já identificava o tio João pelo termo "óooooo", a mim como TiaAnha", e a todos os demais membros da família por nomes por ela particularmente escolhidos. Próximo a fazer dois anos, já foi capaz de escolher seu tema da festinha, e falava absolutamente tudo nessa mesma época. Frases inteiras, perfeitas, bem definidas, bem colocadas e bem explicadas.

Ao entrar na escolinha, já na primeira dancinha conseguiu seguir os passos da Tia, e simplesmente, arrasou, apresentando-se como se tivesse noção perfeita daquilo que se passava. Palco, espectadores ansiosos, e ela a dançarina linda de "sambalelê". Nossa, chorei horrores hehehehe.

Ao lado de amiguinhas, antigas ou novas, faz questão de dar-lhes as mãozinhas e chamar pra dançar, ou brincar. Embora tenha noção exata do que é dela, ela se sente feliz em estar com outras crianças, ensiná-las, e interagir com as mesmas. Vocês não imaginam como isso, hoje em dia, é difícil, onde o egocentrismo se inicia nos primeiros anos de vida. As crianças facilmente batem umas nas outras, empurram, ou fazem algum gesto grosseiro umas com as outras. Isso não existe com Helena.

Impossível não se encantar com sua beleza, com seu trato peculiar com as pessoas, principalmente com os priminhos "mais novos", no caso, Joãozinho. Logo após ele ter nascido, ela não hesitou em dar-lhe um lindo apelido, nunca antes utilizado por ninguém - "Vinicinhus". Como uma menininha de dois anos e alguns meses saberia fazer diminutivo? Incrível. Hoje, ela faz questão de me "ajudar" nos cuidados com o priminho, dizendo-me enfaticamente:

- "Tchia" Ana, não se preocupe, estou de olho em Joãozinho!

- "Tchia" Ana, se ele aperriar eu lhe chamo, pode deixar!

Peço a Deus que Joãozinho siga seus passos. Não apenas para ser o mais inteligente do mundo, até porque essa nunca foi a pretensão da mamãe ou do papai de Helena. Nunca vi Edu ou Vivi forçando algum aprendizado. Ela aprende porque ela quer, porque ela anseia, porque ela É assim. Quero que ele siga seus passos também para continuar sendo uma criança pura, como ela é, incrivelmente amável, como ela é, e, sobretudo, incrivelmente FELIZ.

Te amo, titia!!!!!

******************************

A resposta de uma mãe de pernas bambas:

Minha querida,

O que falar depois de tantas palavras lindas, sensíveis e companheiras deste meu coração em lágrimas?

Lembro de quando Edu me perguntou, quando ainda estávamos grávidos: - E se Helena for dessas pessoas que de tão tímidas parecem ser meio avessas à gente, você já pensou que ela simplesmente pode ser assim e tudo bem?

Não. Eu não tinha pensado. E fiquei até com um certo medo. Porque gostaria muito que ela pudesse ser livre de qualquer timidez que impedisse o seu viver pleno e coletivo.

Pra ser inteira, primeiro a gente precisa ser de si mesma. Estar consigo mesma. Conhecer a si mesma - seus gostos, seus limites, suas necessidades. Depois, buscar a beleza das outras pessoas. E todas elas têm. E aprender com as deficiências. De si e dos outros. Pra mergulhar fundo numa palavra linda: JUNTOS. E outra: SEMPRE.

E quando eu penso que posso estar ensinando a ela algo do tipo, caio em mim pra perceber que sou eu quem está apredendo mais e mais. Há 3 anos, 10 meses e 1 dia.

Obrigada por este presente, Ana. Não há nada que valha mais nesta vida. (Agora posso deixar de te abraçar fortemente - coisa que comecei a fazer desde a primeira letra digitada deste big comentário). Um beijo. Em você. No príncipe que nos trouxe mais pra perto. E no mano véio. O Mano Capacidade (depois te conto esta história de dar substantivos ao sobrenomes dos queridos).

Vivi

******************************

Detalhe: o blog de Ana, a minha cunhada que acaba de me nocautear com um golpe puro de amor, é uma das minhas fontes de inspiração. Foram suas palavras, dirigidas a Joãozinho, que me serviram de combustível para continuar escrevendo este blog numa época em que ele estava bem paradinho. Pode entrar lá - e não precisa bater na porta. :)

2 comentários:

  1. ôôô...Vocês me fizeram chorar!!
    Lindas palavras Cunhada!Todas tão verdadeiras e cheias de sentimentos!!
    A "Gordinha" deixa marcar por onde passa...marcas de amor, sabedoria e beleza!
    E todos nós que fazem parte da família dela temos o privilégio e orgulho de podermos presenciarmos TODAS as suas descobertas!
    A "Gordinha" e o "Cotoquinho" moram no meu coração e pra mim (como para tantos) são motivos de alegrias!!
    E vc Mana linda...tem mesmo que se orgulhar do ser lindo e especial que colocou no mundo!
    Amo muito vcs!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ninha que texto lindo e carregado de amor foi esse que vc postou pra nossa amada Helaninha. Realmente ela é tudo isso e muito mais, porém fique certa Joãozinho vai junto.Meus netos são DEMAIS, graças a DEUS.

    ResponderExcluir