sábado, 25 de setembro de 2010

adulto também leva bronca


ochatoentediante.blogspot.com

Era horário de almoço e a praça de alimentação do shopping de Maceió estava lotada. Estávamos eu, você e o vovô, filha. A vó Raquel preferiu ficar no quarto do hotel porque tinha tomado café da manhã mais tarde do que a gente. Estava sem fome.

Parei no Cabôco Faminto pra fazer o seu prato. Um talinho de cenoura cozida, uma porção de arroz, macarrão sem molho e carne ao molho madeira. Suco de uva pra acompanhar. Sentamos numa mesa perto do restaurante, e ao nosso lado estava um homem que também é hóspede do nosso hotel. Conversando, você soube que ele é engenheiro e se chama Ricardo. Ele também estava almoçando, sozinho. De certa forma, quando a gente se sentou junto à mesa dele por acaso, ele passou a ter a sua companhia. E terminou o almoço antes da gente. Ainda restava comida no prato dele. E enquanto o seu novo amigo se levantava e se despedia, você, com os olhos arregalados, tratou de alertar: 

- Mas olha só o seu prato! Deixou comida, hein? Você sabe: por causa disso, vai ficar sem sobremesa...

***************************

Hoje de manhã, encontramos Ricardo de novo, desta vez no hotel, no café da manhã. Quando você o viu, perguntou bem alto, soltando sorrisos de todos os outros hóspedes presentes ao restaurante:

- E então, moço, não vai deixar nada no prato hoje, viu? Senão vai ficar sem sobremesa mais uma vez! Olhe, olhe...

2 comentários:

  1. KKKKKK Muito bom. Helena é que tá certa... Essa história de faça o que eu digo, não faça o que eu faço não cola não.
    As crianças devem começar a educar os adultos. Quem sabe, assim, dá tempo de deixar um mundo melhor,não é verdade?
    Um brinde (com suco de uva) à Helena...

    ResponderExcluir
  2. Amiga,
    Recife ficou mais colorido com a chegada da nossa pequena, o abraço das duas Helena e Mai foi tão apertado que emocionou, estamos matando a saudade, bjs.

    Carla

    ResponderExcluir