terça-feira, 3 de agosto de 2010

fim de férias

Faltam dois dias para a volta as aulas, filha. Depois de cinco semanas de longas férias. Logo que elas começaram, fiquei sem saber como eu e o papai conseguiríamos proporcionar momentos legais pra você porque a gente ia continuar trabalhando. Eu queria tanto ter tirado férias contigo. Pra gente poder se divertir por mais tempo. A gente fez o que pôde.

Posso dizer que seus dias foram marcados especialmente pela presença de muitos queridos.

Clarinha. Você conheceu esta fofa quando a gente morava no Edf. Maria Carolina, a sua segunda casinha depois da barriga da mamãe. Ela também nasceu em novembro. São poucos dias de diferença entre vocês duas. Você adora ela, filha. Eu também.

Um dia nestas férias ela foi passar uma tarde lá em casa. E quem disse que você deixou sua amiga ir embora (risos)? Você pediu tanto à tia Nice que ela acabou deixando Clarinha dormir lá com a gente. E mais um. E mais um. Três dias lindos, de muita amizade e brincadeira. Neste período, a sala, meu Deus, pareceu mesmo um grande salão de brinquedos. Bagunça total. E daí, né? Todo o mundo estava feliz. E é isso o que importa, você sabe.

Luana, sua prima. A gente se encontrou com ela no aniversário de dois anos de Felipinho na casa da tia Renata e da vovó Onilda. Queremos bem a esta sapequinha há muito tempo. Os dois anos de diferença entre vocês duas nunca atrapalharam. Convidei Luana pra dormir na nossa casa. Você ficou louca de alegria. A Tia Luciana deixou e o que era para ser um dia virou seis (risos).


Julho também foi mês de cinema. Toy Story 3! Você amou a história do Woody, da Jessie e do Buzz Lightyear. Porque fala de uma época linda e mostra como é bom ser criança, mesmo quando a idade vai passando. Um filme sobre brinquedos, brincadeiras e setimentos. No fundo, todo o mundo é um pouco Andy.



A experiência com Shrek Para Sempre em 3D também foi incrível. Não só pela sensação de ter o filme a um palmo da gente, mas por causa das lições que a história traz. O papai se emocionou. A gente sempre brincou dizendo que ele é o nosso Shrek. Eu, a Fiona. E você é a Felícia, a bebê ogro mais fofa do mundo.

Numa tarde, consegui sair cedo do trabalho. Encontrei você brincando no "L" com Nenê e todas as outras crianças do prédio.

- Mamãe querida, deixa eu entrar na piscina, vai...

Se tivesse lembrança, você saberia que aquela foi a sua melhor tarde. Primeiro, ficou ali, levantando a bermudinha e andando na parte rasa, com a maior cara de arteira. Depois, foi se agachando, se agachando, atér sentir a água geada da piscina tocar o seu bumbum. Então, ouvi o grito mais feliz destas férias. Melhor do que tomar um banho de piscina inesperado com roupa e tudo foi ver você tomando esse banho. Sua alegria cintilou naquelas águas.

Ainda teve a casa da vovó Raquel, as brincadeiras com os primos na casa da tia Rosana, as visitas à vovó Onilda, as tardes na casa de João Augusto, Malu e Mamá e nossos momentos a sós. Dias mais valiosos do que todas as pedras preciosas existentes na Terra.

"Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe"
(Oscar Wilde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário