quinta-feira, 22 de julho de 2010

vento e areia

Princesas do Mar


Ontem, a praia de Boa Viagem foi nossa, filha. Toda nossa. Já era fim de tarde quando chegamos, eu e você. O mar estava secando. Tirei a toalha cinza da bolsa e forrei sobre a areia. Você já estava na beirinha. Catando as conchinhas, toda feliz. Tinham muitas, de tamanhos e cores variados. Peguei o pote de peixinho que o vovô te deu quando você ainda era bebê para servir como depósito.

- Ei, que tal se a gente fizer um super bolo decorado com as conchinhas?

- Êba!!!

Corre. Pega a pá. Cava, cava, cava. Junta a areia. Alisa o montão com cuidado.

Uma a uma, você foi colocando ali as conchinhas, em cima do bolo. De vez em quando, tentava tirar o cabelo do rosto por causa do vento forte, mas as mãozinhas cheias de areia não deixavam. Isso nem te perturbou.

- Filha, é um bolo para as Princesas do Mar. Polvina, Ester e Tubarina vão amar!

As Princesas do Mar é um desenho do Discovery Kids que você adora. O trio de amigas vive se aventurando pelas águas do oceano. Sua preferida é a Polvina, a cor de rosa.

- Mamãe, como elas vão comer o bolo se ele não está dentro da água?

Foi quando pela primeira vez te expliquei sobre a tábua de marés.

- É que agora a maré está baixinha, mas daqui a pouco o mar vai começar a encher de novo e chegará até aqui.

- Mas, mamãe, as Princesas do Mar são só da imaginação...

- E daí? Elas também podem comer só na imaginação também, não é?

Nessa hora, a praia ganhou mais uma companhia - e não foram as princesas... Foi o papai! Todo engomadinho ainda na roupa do trabalho. Com aquela cara de bobão apaixonado pela gente. Você molhou nosso rei todinho, filha! Que abração!

E ficamos ali, a família feliz, vivendo o início da noite com o barulho do mar e o beijo do vento.

Antes de deixar a areia pra tomar água de coco e comer pipoca doce, você pediu um minutinho a mais. E recolheu as conchas do bolo de areia para jogá-las de volta ao mar.

- É lá o lugar delas, mamãe.

2 comentários:

  1. Vivi, eu e Renata nos encantamos sempre com tamanha autenticidade dos seus textos, é como se a gente vivesse aquele momento na hora em que estamos lendo. Fico muito feliz por ter vocês (Você, Helena e Eduardo) como membros da nossa família.
    Adorei o blog da família Farias Rolemberg e irei sempre acompanhar as novas edições que estão por vir. Parabéns! Que Deus ilumine sempre esta família feliz!

    ResponderExcluir
  2. Amo do tamanho que não cabe no meu coração!

    ResponderExcluir