quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Laiá, laiá

Já estou esperando o próximo São João. Pra ser ainda melhor do que o deste ano. Adoro muito festas. Festas de qualquer tipo. Batizado, chá de panela, aniversário de qualquer idade, primeira comunhão, casamento, carnaval.

E este São João vai ficar marcado por vários motivos. A música eleita por Helena:

"Tenho um segredo, menina
Cá dentro do peito
Que a noite passada
Quase que sem jeito
Pela madrugada
Ia revelar"

É aquela do refrão:

"Sem hesitar
Laiá, laiá
Laiá, laiá
Laiá, laiá-a"

Era meio-dia. A gente estava saindo do carro, já na garagem do prédio. Aí eu ouvi uma musiquinha de São João passar por perto e ir se distanciando. Coisa tão boazinha de se ouvir. Agarrei Helena pelos braços e fui pra rua. Dei um gritou e o moço me ouviu. Acabei com dois cd's - o de uma banda de pífanos tocando clássicos do São João apenas com os instrumentos e um disco com as melhores de Luiz Gonzaga.

O São João foi massa. Mais pelo arraial que eu improvisei algumas noites de junho no meio da sala do que pelas festas propriamente ditas. Dançamos e dançamos e dançamos.

Na Vila Aprendiz, a apresentação da nossa "farofinha" me fez chorar - que novidade, né?. Samba Lelê foi a música. Nem acreditei quando soube. É a música dela. Vestido de São João, chocalho na mão e a coreografia na ponta do pé. Coisa mais linda.

A festa junina do Boa Viagem, onde os primos estudam, também foi maravilhosa. Uma banda de forró ao vivo me fez relembrar grandes festas da minha infância. E como Helena dançou! Como se divertiu!

Teve também um forró de uma distribuidora de medicamentos (Hospfar) na Cachaçaria Carvalheira, mas pra esta fomos só eu e Edu. Dançamos a quadrilha, coisa que eu não fazia há muitos e muitos anos. Amei: balancê, passeio na roça, a chuva, a fotografia, a cobra, o túnel. Amei. E quero morrer vendo graça em tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário