quarta-feira, 20 de agosto de 2008

cai, cai, balão


Quase um ano e nove meses. E você já canta uma música inteira, querida.

Uma música que não é mais simplesmente um retrato do São João. Para mim, virou um hino. Um hino de sua linda primeira infância. De sua capacidade de superação. Um símbolo da sua doçura, meu bem.

Ninguém mais no mundo canta "Cai, cai, balão" como você. Ninguém mais.

Te amo.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

para guardar na memória


Filha, quero te dar um presente. Em nome dessa relação já eternizada pelo amor - lindo - que nos une, pensei em criar uma diarinho onde possa registrar o dia a dia da gente. Há tanta riqueza em nossa história. E estas maravilhas que vivemos podem não caber todas em nossa memória ainda limitada. Um dia, ao ler estas palavras, perceberá o quanto é amada desde sempre. Para a mamãe e o papai, você é tudo. Amamos você do jeitinho que é.

Mamãe